SI QUALIFICAÇÃO DAS PME - VALE INDÚSTRIA 4.0

Atualizado: 18 de nov. de 2021

1. OBJETIVOS

O presente aviso de abertura de concurso pretende disponibilizar às empresas portuguesas, através do Vale Indústria 4.0, a elaboração de um diagnóstico (sendo este uma componente obrigatória, sem a qual não serão admitidas as candidaturas) que produza um conjunto de recomendações que permitam às empresas a definição de um plano de ação conducente à digitalização dos processos, da interconectividade dos produtos e processos do ajustamento do modelo organizacional, de forma a anularem a barreira geográfica, utilizando as novas tecnologias.


2. TIPOLOGIA DAS OPERAÇÕES

São suscetíveis de apoio, durante um período de 12 meses, os projetos individuais que visem a aquisição de serviços de consultoria para diagnóstico da situação atual e identificação de uma estratégia conducente à adoção de tecnologias e processos associados à indústria 4.0, visando um ou ambos os domínios 1 e 2:


1) Diagnóstico e estratégia de implementação de processos associados ao comércio eletrónico, abordando as seguintes áreas:

  • Desenho e implementação de estratégias aplicadas a canais digitais para gestão de mercados, canais, produtos ou segmentos de cliente;

  • User-Centered Design (UX): desenho, implementação e otimização de estratégias digitais centradas na experiência do cliente que maximizem a respetiva atração, interação e conversão;

  • Desenho, implementação, otimização de plataformas de Web Content Management (WCM), Campaign Management, Customer Relationship Management e E-Commerce;

  • Inscrição e otimização da presença em marketplaces eletrónicos;

  • Search Engine Optimization (SEO) e Search Engine Advertising (SEA): melhoria da presença e ranking dos sítios de comércio eletrónico nos resultados da pesquisa, em motores de busca, por palavras-chave relevantes para a notoriedade e tráfego de cada sítio;

  • Social Media Marketing: Desenho, implementação e otimização da presença e interação com clientes via redes sociais;

  • Content Marketing: criação e distribuição de conteúdos digitais (texto curto, texto longo, imagens, animações ou vídeos) dirigidos a captar a atenção e atrair os clientes-alvo para as ofertas comercializadas pela empresa;

  • Display Advertising: colocação de anúncios à oferta da empresa em sítios de terceiros, incluindo páginas de resultados de motor de busca;

  • Mobile Marketing: tradução das estratégias inscritas nos pontos anteriores para visualização e interação de clientes em dispositivos móveis, nomeadamente smartphones e tablets;

  • Web Analytics: recolha, tratamento, análise e visualização de grandes volumes de dados gerados a partir da navegação e interação de clientes em ambiente digital por forma a identificar padrões, correlações e conhecimento relevante que robusteçam os processos de gestão e tomada de decisão.

2) Diagnóstico e estratégia de implementação de outros processos associados à Indústria 4.0, contemplando as seguintes áreas:

  • Sistemas de interconexão; sensores (Smart sensors e sensing entreprise);

  • big data; realidade aumentada;

  • Fabricação aditiva (additive manufacturing / Impressão 3D); IoT; cloud (informação na nuvem); digital twin, machine learning e inteligência artificial; sistemas ciber-físicos (tecnologias de informação e comunicação; sensorização e sistemas mecatrónicos para monitorizar e controlar processos e toda a cadeia de valor, mecatrónica; robótica;..);

  • Soluções para a conectividade segura e implementação de sistemas de cibersegurança;

  • Machine-to-Machine (M2M) e Human-to-Machine interfaces; Implementação de soluções para a digitalização da produção: Digitalização do posto de trabalho, Digitalização do processo de montagem e Integração de aplicações digitais;

  • Ferramentas para Manufacturing as a Service (MaaS) e Apps for manufacturing; Sistemas para Produção Inteligente e Flexível.

No âmbito de cada um dos domínios 1 e 2, poderá ainda ser elegível, a assistência técnica, científica e consultoria em áreas de conhecimento, relacionadas com a implementação de recomendações decorrentes do diagnóstico efetuado, que se mostrem imprescindíveis à concretização da estratégia de transformação digital do negócio delineada.


3. NATUREZA DOS BENEFICIÁRIOS

Empresas PME de qualquer natureza e sob qualquer forma jurídica.


4. ÁREA GEOGRÁFICA DE APLICAÇÃO

Regiões NUTS II do Continente (Norte, Centro, Alentejo e Algarve), nos territórios de baixa densidade definidos pela CIC Portugal 2020.


5. PRAZOS PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

De 04/10/2018 até à receção do número máximo de candidaturas indicado no Aviso por Programa Operacional.


6. TAXAS DE FINANCIAMENTO

Tendo em consideração o previsto no n.º 2 do artigo 50.º do RECI, os incentivos a conceder no âmbito deste aviso são calculados através da aplicação às despesas consideradas elegíveis de uma taxa de 75%.


Relativamente aos projetos afetos ao Programa Operacional Regional de Lisboa, os incentivos a conceder no âmbito deste Aviso são calculados através da aplicação de uma taxa de 40% às despesas consideradas elegíveis.


7. FORMA E LIMITES DOS APOIOS

Os apoios a conceder no âmbito deste aviso revestem a forma de incentivo não reembolsável, limitando-se o incentivo a 2.500€ para o domínio 1. Diagnóstico e estratégia de implementação de processos associados ao comércio eletrónico e a 5.000€ para o domínio 2.Diagnóstico e estratégia de implementação de outros processos associados à Indústria, até ao máximo global de 7.500€ por projeto.


#sistemadeincentivos #qualificaçãodaspme #valeindústria4_0

34 visualizações

Posts recentes

Ver tudo