top of page

PROGRAMA TRANSFORMAR TURISMO

Este Programa visa contribuir para um turismo cada vez mais sustentável, responsável e inteligente, fomentando a valorização e qualificação do território, a coesão territorial e social, assim como o desenvolvimento de produtos, serviços e negócios inovadores.


O Programa apresenta uma dotação de 20 milhões de euros e é operacionalizado pelas linhas de apoio:

  • Territórios Inteligentes (4 milhões de euros)

  • Regenerar Territórios (16 milhões de euros)


1. ÂMBITO TERRITORIAL

O Programa Transformar Turismo tem aplicação em todo o território nacional.


2. DESTINATÁRIOS

  • Entidades Públicas

  • Micro, Pequenas ou Médias empresas, com certificação eletrónica no portal do IAPMEI, I.P.

  • Outras entidades privadas que não reúnam as características do ponto anterior, nomeadamente de natureza associativa


3. TIPOLOGIA DO APOIO

Linha: Territórios Inteligentes

Projetos suportados em tecnologias e em aceleradores de inovação (Internet of Things (IoT), inteligência artificial (IA), impressão 3D, novas interfaces humanas e digitais, robótica e blockchain).


  • DESPESAS ELEGÍVEIS

  1. Implementação de infraestruturas e de tecnologia, incluindo a aquisição de hardware e software;

  2. Aquisição ou desenvolvimento de sistemas e plataformas tecnológicas que permitam o fornecimento de dados em formato aberto, bem como o seu uso automatizado;

  3. Implementação de plataformas para aumentar a interação e conexão colaborativa;

  4. Prestação de serviços profissionais por parte de terceiros, incluindo assistência técnica, científica e consultoria, pelo período estritamente necessário ao desenvolvimento do projeto;

  5. Ações de formação dos colaboradores para desenvolvimento e implementação do projeto;

  6. Intervenção de revisores oficiais de contas ou contabilistas certificados externos.

  • FINANCIAMENTO


Linha: Regenerar Territórios

Projetos que reforcem a atratividade turística dos territórios e lhes acrescentem valor através da regeneração dos respetivos recursos, desenvolvam produtos ou segmentos inovadores para o território onde se instalam e deem resposta às necessidades e interesses de uma procura de maior valor acrescentado, assentes em modelos de desenvolvimento em rede.

  • DESPESAS ELEGÍVEIS

  1. Estudos, projetos e assistência técnica, bem como a fiscalização externa da execução dos investimentos, até ao limite de 10% do valor total das despesas elegíveis;

  2. Obras de construção e de adaptação;

  3. Aquisição de bens e de equipamentos;

  4. Aquisição de sistemas de informação, software e equipamentos informáticos para obtenção de dados analíticos;

  5. Implementação de plataformas para aumentar a interação e conexão colaborativa;

  6. Intervenções para incremento da acessibilidade física e comunicacional para todos;

  7. Ações de marketing que visem a comercialização da oferta;

  8. Obtenção de certificação na área da sustentabilidade (ISO 14001, Rótulo Ecológico da União Europeia, Green Key ou EMAS – Sistema Comunitário de Ecogestão e Auditoria);

  9. Serviços de consultoria especializada para a definição da estratégia de sustentabilidade a implementar;

  10. Intervenções de revisores ou contabilistas certificados externos, no contexto do desenvolvimento do projeto.

  • FINANCIAMENTO


#transformaroturismo #turismodeportugal #incentivos #investimentos #candidaturas #fundoperdido

542 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page